Desgastes em trilhos ferroviários – Um estudo teórico

Mestrados defendidos no Brasil
Regras do fórum
Apenas mestrados defendidos no Brasil
Avatar do usuário
George Rangel
Mensagens: 147
Registrado em: 11 Out 2014, 10:56
Localização: São Simão/GO - Uberlândia/MG - Rio de Janeiro/RJ
Idade: 32
Contatar:
Status: Offline

Desgastes em trilhos ferroviários – Um estudo teórico

Mensagem por George Rangel » 12 Mar 2015, 10:26

Autor: Paula da Silva Semprebone (Semprebone, P. S.)

Orientador: Prof. Dr. Cassio Eduardo Lima de Paiva

Instituição: Universidade Estadual de Campinas
Departamento: Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo
Cidade: Campinas
Ano: 2005

Resumo:
O assunto a ser abordado nesta pesquisa refere-se ao componente da superestrutura ferroviária trilho, especificamente aos defeitos que nele se verificam em conseqüência de sua utilização como guia para o material rodante e transmissor de esforços decorrentes do movimento do veículo, e do desgaste do contato roda-trilho. A importância de se realizar este estudo fundamenta-se na necessidade de se conhecer detalhadamente os defeitos e o limite de desgaste do trilho, que permitem determinar sua vida útil, para que se possa evitar ao máximo sua substituição, devido ao alto custo envolvido, além da questão da segurança da via que, dependendo do defeito, pode ser comprometida. Para a realização do trabalho foi realizada uma pesquisa bibliográfica, objetivando reunir informações sobre o assunto e levantar dissertações existentes que buscam solucionar tais problemas. Busca-se, ainda, encontrar uma justificativa para o valor limite de desgaste adotado atualmente no meio ferroviário, que corresponde a 25% de perda em área do boleto do trilho, através de simulações do desgaste utilizando-se um modelo computacional, além de rotinas de cálculo que permitam verificar se esse parâmetro é restrição do ponto de vista do dimensionamento do trilho. Pretende-se, assim, através desta pesquisa proporcionar uma contribuição ao meio ferroviário, avaliando-se se o limite de desgaste adotado mostra-se adequado à realidade ferroviária.

Abstract:
The matters concerned in this research particularly refer to damages caused by stress while using tracks on permanent railways as guide and strain transmitter of the vehicles. Importance is attached to this study based on the need of understanding deep and in detail the faults and wear limits on the tracks, which allow determining its period of use, so that substitution may be avoided due to its high costs. Furthermore, the railway safety may be weaknessed depending on the sort of wear. This study has basis on a bibliographical research aiming to gather information and possible works on this field in order to solve the problems mentioned above, as well as finding proofs for the current wear rate accepted in the railway field, which is 25% of track area decrease, throughout wear simulations on a computer based model, besides calculations which allow stating whether this standard depends on the track size. This work claims to contribute to the railway field evaluating if the adopted wear rate meets our railway reality.
Você não está autorizado a ver ou baixar esse anexo.

Responder