Analise comparativa de tensões provocadas nos trilhos Devido a diferentes condições de infraestrutura

Artigos científicos apresentados no Brasil
Regras do fórum
Apenas artigos científicos apresentados no Brasil
Manuela
Mensagens: 131
Registrado em: 03 Abr 2015, 18:37
Idade: 24
Status: Offline

Analise comparativa de tensões provocadas nos trilhos Devido a diferentes condições de infraestrutura

Mensagem por Manuela » 03 Abr 2015, 19:29

Autores: Cassio Eduardo Lima De Paiva, Luiz Fernando De Melo Correia

Evento: Coninfra 2010 – 4º congresso de infraestrutura de transportes
Ano: Agosto/2010
Páginas: 14

Resumo:
O tráfego ferroviário gera tensões nos trilhos e o seu consequente desgaste ou ruptura. Por outro lado, tais tensões são influenciadas pelo comportamento das camadas de infra-estrutura uma vez que plataformas ruins podem gerar a ruptura do trilho por flexão excessiva mas, por outro lado, plataformas excessivamente rígidas provocam um desgaste acelerado na superfície de rolamento, ou seja, no boleto do trilho. Os três tipos principais de infra-estruturas são: a via convencional com sub-lastro e lastro, a via sobre laje de concreto, com placas amortecedoras que acrescenta certa resiliência a estrutura e vias com sub-lastro de asfalto e lastro. Pretende-se analisar as tensões nos trilhos para os casos de plataformas ruins, médias e boas, no caso de infra-estrutura convencional, para três tipos de placas, com variação do coeficiente de mola - “k” entre 50 e 200 kN/mm, e , finalizando, com a análise para o caso de sub-lastro asfáltico. Considerando os tipos principais de trilhos utilizados no Brasil serão analisados o perfil TR 57 e TR 68. Para esta análise será utilizado o programa FERROVIA 1.0, modelo implementado no Brasil caracterizado pelo cálculo das tensões e deformações da via permanente, e de seus componentes, através da metodologia de elementos finitos e camadas finitas. Pretende-se, com este trabalho, quantificar o real comportamento dos trilhos frente as variações na infra-estrutura, uma vez que os trilhos constituem o elemento de maior valor agregado sendo necessário otimizar a sua utilização e por ser o elemento estrutural da via a qual é a superfície de rolamento para a composição ferroviária, sendo que sua ruptura, pode ocasionar acidentes fatais.

Abstract:
The railroad traffic generates tensions in the tracks and its consequent consuming or rupture. On the other hand, such tensions are influenced by the behavior of the infrastructure layers a time that bad platforms can generate the rupture of the track for extreme flexão but, on the other hand, excessively rigid platforms provoke a consuming sped up in the rolling surface, that is, in the billet of the track. The three main types of infrastructures are: the conventional way with sub-ballast and ballast, the way on concrete flagstone, with cushioning plates that certain resilience adds the structure and ways with sub-ballast of asphalt and ballast. It is intended to analyze the tensions in the tracks for the cases of bad, average and good platforms, in the conventional infrastructure case, for three types of plates, with variation of the coefficient of spring - “k” between 50 and 200 kN/mm, and, finishing, with the analysis for the asphalt sub-ballast case. Considering the main types of tracks used in Brazil they will be analyzed profile TR 57 and TR 68. For this analysis the program will be used RAILROAD 1,0, model implemented in Brazil characterized for the calculation of the tensions and deformations of the permanent way, and its components, through the methodology of finite elements and finite layers. One intends, with this work, to quantify the real behavior of the tracks front the variations in the infrastructure, a time that the tracks constitute the element of bigger aggregate value being necessary to optimize its use and for being the structural element of the way which is the surface of rolling for the railroad composition, being been that its rupture, can cause fatal accidents.
Você não está autorizado a ver ou baixar esse anexo.

Responder