MODELAGEM COMPUTACIONAL DO PAVIMENTO FERROVIÁRIO USANDO CONCRETO ASFÁLTICO COMO ALTERNATIVA PARA A CONSTRUÇÃO DA CAMADA

Artigos científicos apresentados no Brasil
Regras do fórum
Apenas artigos científicos apresentados no Brasil
Avatar do usuário
George Rangel
Mensagens: 147
Registrado em: 11 Out 2014, 10:56
Localização: São Simão/GO - Uberlândia/MG - Rio de Janeiro/RJ
Idade: 32
Contatar:
Status: Offline

MODELAGEM COMPUTACIONAL DO PAVIMENTO FERROVIÁRIO USANDO CONCRETO ASFÁLTICO COMO ALTERNATIVA PARA A CONSTRUÇÃO DA CAMADA

Mensagem por George Rangel » 16 Out 2015, 13:22

Autor(es): George Wilton Albuquerque Rangel; Francisco Thiago Sacramento Aragão; Laura Maria Goretti da Motta

Evento ou revista: 44a reunião anual de pavimentação (RAPv)

Ano: 2015

RESUMO:
O uso de concreto asfáltico em substituição ao solo granular na construção do sublastro ferroviário vem sendo estudado e se popularizado na Europa, Japão e nos Estados Unidos. Entre as diversas vantagens desta técnica, destacam-se a impermeabilização do subleito, aumentando a vida útil da fundação com a melhor preservação de suas características de projeto, a inexistência do fenômeno de bombeamento de finos do subleito e sublastro para o lastro, o melhor controle de espessura e declividade da camada, além da possibilidade do melhor controle tecnológico dos materiais utilizados, uma vez que na prática os ensaios em misturas asfálticas são mais completos do que os ensaios em materiais granulares para sublastro. Para avaliar diversos aspectos do pavimento ferroviário contendo mistura asfáltica no sublastro, simulações numéricas em três dimensões foram conduzidas neste trabalho usando um software comercial de elementos finitos, o ABAQUS. Nas simulações, foram variadas as espessuras e a rigidez do concreto asfáltico entre valores representativos tipicamente encontrados na literatura. Os resultados preliminares encontrados apontam para a possibilidade de execução de camadas entre 10 e 15 cm, inclusive com aumento da vida útil do pavimento e redução dos custos de manutenção, indicando a eficiência da técnica de substituição de sublastro granular por sublastro de concreto asfáltico em pavimentos ferroviários.

ABSTRACT
The use of asphalt concrete to replace the granular soil in the construction of the railway subballast has been studied and popularized in Europe, Japan and the United States. Among the many advantages of this technique, the highlights are the waterproofing of subgrade, increasing the foundation life with better preservation of its design features, the absence of fine pumping phenomenon from subgrade and subballast to the ballast, the best layer thickness and slope control and the possibility of better technological control of materials used, once practice tests on asphalt mixtures are more complete than tests on granular materials subballast. To evaluate various aspects of the track containing asphalt mixture at subballast, numerical simulations in three dimensions were conducted in this study using a commercial finite element software, ABAQUS. In the simulations, were varied the thickness and stiffness of the asphalt concrete using typically values found in the literature. Preliminary results indicate the possibility of execution layers between 10 and 15 cm, increasing the pavement life and reducing maintenance costs, indicating the efficiency of asphalt subballast instead granular subballast track.
Você não está autorizado a ver ou baixar esse anexo.

Responder